Adultos Vip » Sexo » Como saber se a mulher é viciada em sexo?

Como saber se a mulher é viciada em sexo?

2 votes

Como saber se a mulher é viciada em sexo? Como reconhecer mulheres viciadas em sexo e possíveis causas e soluções para o vício

Mulheres viciadas em sexo são comuns, elas ficam viciadas em pornografia e na prática sexual do mesmo jeito que homens ficam. Elas passam por sintomas iguais, assumem riscos em busca da satisfação desse vício, embora elas apresentem um sentimento maior de culpa e de arrependimento do que os homens.

viciada

Reprodução: businessinsider.com

Determinar quando o comportamento sexual está dentro do padrão aceitável é difícil, no entanto, os vícios carregam características em geral. Dessa forma, o comportamento é alterado, o alvo do vício é uma preocupação frequente, a pessoa se envolve em situações arriscadas sem se importar com as consequências de suas atitudes.

Sintomas para ligar o alerta de vício detectado

Esses sintomas abrangem a maneira de pensar sobre sexo, as formas de alcançar esse objetivo e lutar contra a vontade de fazer sexo. Listamos sinais abaixo:

Reprodução: elle.com

  • Comportamentos que transgridam a barreira da legalidade.
  • Comportamento contínuo, não importa o que aconteça.
  • Aversão aos próprios pensamentos, sentimentos de vergonha e culpa.
  • Negligência com relação aos outros departamentos da vida, como a vida profissional e convívio familiar, apenas para ir atrás de sexo.
  • Sensação de não conseguir parar com as atividades, as promessas feitas são quebradas repetidamente.
  • Incapacidade de controle sexual.
  • Os pensamentos sexuais são opressores e comprometem a concentração em outro assunto.

Possíveis causas e soluções para o vício

viciada

Na maioria das vezes, as mulheres não obtêm a satisfação necessária e duradoura, mas a busca não para. As causas não são compreendidas em seu total, mas algumas questões foram identificadas. Uma pesquisa relatou fatores como a ausência de apoio emocional da família e a rigidez dela, muitas delas sofreram abuso sexual no período da infância.

Transtornos de saúde mental são apontados, assim como a falta de autoconhecimento sobre a orientação sexual são padrões recorrentes nas mulheres viciadas. Especialistas salientam que o abuso de substâncias, e a tendência ao vício, são um problema nessa situação.

Educação sexual e terapia com profissionais no assunto são opções para o controle do comportamento compulsivo, a mulher para de agir impulsionada pela compulsão, começando a processar melhor as emoções por trás da complexidade do vício. Remédios podem fazer parte de um possível tratamento, tudo depende da análise individual do caso, porém a mulher viciada tem a total capacidade de retomar as rédeas de sua vida e vivê-la com liberdade.

Postagens Relacionadas

Comentário Fechado.