Adultos Vip » Gay » Criminalizar a homofobia e transfobia: por que faz sentido?

Criminalizar a homofobia e transfobia: por que faz sentido?

1 vote

É engraçado que, esse assunto não precisaria nem de uma explicação. O preconceito é crime e pronto. Então, criminalizar a homofobia e transfobia deve ser colocado em prática e acabou.

homofobia 1

Fonte: BBC

E não que esse assunto não precisasse ser discutido sempre, mas hoje, ele é considerado no mínimo polêmico e atual e, por isso, se faz necessária a discussão sobre.

Caso ele não seja considerado crime, o que pode vir a acontecer? As pessoas simplesmente acharem comum discriminar os outros? E pior: fazer isso devido a situações que só ela sabe ou entende, que fazem parte de escolhas pessoais.

Não há um motivo. Uma justificativa. Justamente isso que assusta e prejudica. A lei já se preocupa em criminalizar a homofobia e a transfobia há bastante tempo.

Em 2006, por exemplo, se discutiu a ideia de penalizar os homofóbicos. E, para isso, uma lei específica foi criada. Porém, como o assunto acabou gerando opiniões contrárias, acabou sendo deixado de lado em 2013.

Homofobia 2

Fonte: Cut

A explicação apara o abandono da lei foi que, no momento em que o Código Penal fosse alterado, poderia ser feita então uma reforma geral, que fosse mais concreta.

Quando isso vai ocorrer? Não se sabe. Para se ter uma ideia, nem uma base de data existe. Ou seja: é algo bem longe da nossa realidade.

Sim, o homicídio e a lesão corporal até já são casos que possuem punições, mas é preciso deixar chegar a este extremo? Não há como criar uma solução para o problema que evite estas questões?

De onde vem todo este preconceito?

Esta é uma pergunta que todo mundo deveria fazer. Se chegamos a um ponto de ter que pensar em criminalizar a homofobia e a transfobia, é porque as coisas chegaram a um extremo. Que inclusive, não precisaria existir.

E este preconceito está longe de ser apenas de pessoas mais velhas, que não viam tantos casos antes, como muitos pensam.

Homofobia 3

Fonte: Cult

Tem muita gente jovem, bem informada, agindo como se as pessoas que fazem outras opções sexuais daquela que se espera que elas façam, sejam tratadas como bichos ou algo pior.

Portanto, este preconceito tem vindo de todo lugar. Da nossa casa, da escola, do trabalho.

O mesmo só vai acabar, quando realmente entendermos que, o que cada um escolhe, decide, é problema só dele.

As pessoas são livres e elas têm todo o direito de optarem pela sua felicidade.

Há inclusive, um artigo que pode te ajudar a assumir a sua opção sexual para sua família, caso este seja um problema para você. Quer acompanhar? Veja!

Então, caso a gente realmente queira mudanças nesse sentido, pessoas menos preconceituosas e que se importem mais com os outros, sejam empáticas, criminalizar a homofobia e a transfobia seria o ideal.

Dessa forma, além de agressões físicas, também evitaríamos outras questões, como evitar as famosas declarações ofensivas feitas pelas pessoas. E o pior, sem nem se quer que a opinião delas seja pedida.  Nada justifica o preconceito. De ninguém e de nenhuma parte.

E não. Não significa que, do nada, todos os homofóbicos aprenderão a lição e não farão mais coisas que remetam ao errado.

Porém eles entenderão que, caso fizerem, algo acontecerá com eles.

Se existe lei para tudo, por que criminalizar a homofobia e a transfobia ainda não aconteceu?

Não necessariamente existe uma resposta completa para essa pergunta. Podem existir mil razões para isso.

Mas, o motivo principal é justamente que, ao se pensar sobre o assunto, as pessoas ainda possuem muito preconceito.

E, a sociedade como um todo deseja fazer o que? Acabar com questões polêmicas. Principalmente o governo.

Para eles, quanto menos “barraco” tiver, melhor. Assim, terão menos problemas para resolver e pessoas para acalmar.

Homofobia 4

Fonte: Unijuí

Levando em consideração ainda que, os homossexuais não ficam parados não. O que eles mais fazem é lutar pelos seus direitos. Fazem passeatas, participam de movimentos.

Todavia, ainda assim, muitas pessoas acabam não entendendo qual é o motivo para estas se sentirem tão ofendidas com o que ouvem.

Imagine que você, por exemplo, esteja acima do peso. Certo, é algo natural e que as pessoas não deveriam se importar tanto. Entretanto, as pessoas te lembram o tempo todo isso.

Para falar, utilizam frases desnecessárias e que só te colocam para baixo. E depois ainda dizem coisas como: se fosse comigo eu não me importaria.

É sempre assim. Mas não deveria ser. Pensar no outro, se colocar no lugar dele, é o mínimo que podemos fazer para ter, no mínimo, uma convivência tranquila.

A definição de bullying, inclusive, está completamente relacionada com isso. Quando é uma brincadeira que passa a te incomodar, deixa de ser algo que deve continuar ocorrendo. Enquanto você aceita e não se importa, está tudo certo.

Criminalizar a homofobia e a transfobia geraria outros problemas?

Não há como afirmar isso. Pode ser que sim, pode ser que não. Porém, a ideia de criminalizar a homofobia e a transfobia não está presente para simplesmente prender todo mundo ou prejudicar um monte de gente.

Mas sim para dar um susto nas pessoas. Fazer elas entenderem que, caso elas sejam preconceituosas, vão responder judicialmente.

O que acontecerá por consequência? Os casos homofóbicos diminuirão drasticamente.

É mais ou menos o que ocorre no trânsito. As pessoas usam cinto pela sua segurança, mas também e principalmente, porque caso não usem, levarão uma multa.

Essa é a preocupação geral. Ter que ser penalizado e ainda perder dinheiro caso você seja identificado sem o objeto.

Com a homofobia não seria diferente. No começo, pode até ser que as pessoas não liguem muito.

Homofobia 5

Fonte: Emais

Mas, depois de um tempo, elas perceberiam que sim, o preconceito é um problema e lhes trará danos financeiros e processuais se for colocado em prática.

Sim, seria muito mais fácil a conscientização das pessoas, mas como elas não aprenderam dessa forma, as consequências acabam por ser muito maiores.

Por isso, faz todo sentido sim criminalizar a homofobia e a transfobia e mais qualquer outro tipo de preconceito.

É a hora das pessoas entenderem de uma vez por todas que a liberdade precisa ser algo que temos e nos orgulhamos e não um artigo de luxo.

Postagens Relacionadas
  • b.redatora 5 meses ago
  • Categorias: Gay, Porno

Comentário Fechado.