Porno » Fetiche » O que é switch no BDSM?

O que é switch no BDSM?

1 vote

Switch: Saiba um pouco mais sobre essa dinâmica no BDSM

Você sabe o que é switch e BDSM? Na realidade, ambos estão conectados. Nos últimos anos, filmes e séries sobre o tema foram lançados, fazendo com que a curiosidade nessa prática crescesse bastante. Atualmente, diversas pessoas se sentem mais livres para colocar seus desejos para fora, portanto, o BDSM se tornou cada vez mais comum.

BDSM é uma sigla que significa ‘Bondade, Dominação, Submissão e Disciplina’. Cada uma dessas palavras representa subgrupos desta prática. O BDSM é um fenômeno antigo, embora muita gente não saiba. Existem informações de que essa prática possui origens antigas, utilizada em rituais religiosos e cerimônias de iniciação.

Existem também algumas obras da literatura erótica que já abordavam esse assunto, no entanto, existe uma dinâmica no BDSM que vamos falar hoje, trata-se do switch.

O que é Switch no BDSM?

switch

O BDSM é uma forma de explorar limites, indo além do mero prazer sexual. Nessa prática, os envolvidos exploram a confiança um no outro, colocam a comunicação em prática e ultrapassam muitas barreiras impostas.

Com relação ao tema, temos os switchers, que são indivíduos que curtem realizar dois papéis: o de dominante e o de submisso. Muitas vezes em uma única sessão a pessoa assume os dois papéis, no entanto, existem aqueles que preferem variar de vez em quando, dominando em uma sessão de BDSM, enquanto que em outra, encarna o submisso.

Para os praticantes essa é uma forma de aumentar o prazer e obter liberdade, não ficando presos a uma única visão dentro dessa experiência.

Versatilidade no switch

switch

No sexo e na vida em geral, encaramos pessoas dominantes como fortes e submissas como fracas, p switch quebra essa dicotomia, possibilitando que o envolvido nela compreenda as necessidades de cada uma dessas posições.

A versatilidade no BDSM pode ser muito benéfica: conhecendo cada papel, a pessoa descobre não somente o que é bom para si, mas também, o que é prazeroso para o parceiro (a). Essa via de mão dupla, sem dúvida alguma, aumenta a capacidade de dar e obter ainda mais prazer.

Dicas para ser switch

Não é nenhum bicho de sete cabeças, no entanto, alguns pequenos detalhes fazem total diferença, fazendo com que a experiência seja ainda mais interessante:

Comunicação: Saber se comunicar é fundamental. Esse é um dos pilares para quem quer iniciar no BDSM. É preciso conversar sobre as preferências, limites e expectativas é o que torna tudo mais gostoso.

Confiança: O BDSM é uma experiência que requer um certo grau de intimidade. Ao buscarmos desconhecidos, nunca sabemos se aquela pessoa pode ser um sádico, dessa forma, é necessária a máxima confiança possível, combinando palavras de segurança e como vai funcionar o esquema.

Acessórios: Existem diversos tipos de acessórios e brinquedos eróticos que você pode levar para essa experiência, dependendo do papel que você queira desempenhar. O BDSM mexe muito com o visual, portanto, invista em acessórios, vestimentas e demais itens que vão deixar essa dinâmica mais atrativa.

Leia sobre o tema ou veja filmes

switch

Existem diversos livros, filmes e séries com o tema, dá para assistir ou ler essas obras e tirar alguma inspiração de algo que ache interessante. O planejamento e conhecimento vai deixar tudo mais excitante.

Imagens: pornpics

A dimâmica switch é bastante interessante e abre um leque maior no que se refere ao autoconhecimento. A nossa sexualidade é vasta e merece ser explorada, é uma questão de autopoder e conhecimento. Para os switchers, a fluidez que ambos os papéis fornecem é motivo de aumento no prazer sexual e na autoestima.

Postagens Relacionadas

Comentário Fechado.