Adultos Vip » Sexo » Inseguranças que arruínam sua vida sexual

Inseguranças que arruínam sua vida sexual

0 votes

Inseguranças podem afetar vários setores de sua vida, inclusive sua intimidade, deixando o sexo insatisfatório

Muita gente acredita que para um sexo bom, basta receber o estímulo físico adequado, encontrar uma pessoa experiente, que possa satisfazer suas necessidades. No entanto, as coisas são muito diferentes disso.

Há muito mais do que o estímulo correto para que sua vida sexual seja satisfatória. Algumas inseguranças podem atrapalhar bastante, dessa forma, cuidar da mente é a melhor forma de evitar qualquer frustração íntima.

Fonte: criterionoticias.com

As inseguranças que causam decepções na vida sexual

Na lista abaixo vamos mostrar alguns fatos comuns que estão causando estragos na sua sexualidade. Além disso, conhecendo a raiz do problema ajuda a solucionar muito mais rapidamente.

1. Sua imagem corporal

Fonte: youtube.com

Na época da puberdade é completamente comum passarmos por alguns problemas de autoestima. Algumas pessoas conseguem superar isso conforme entram na fase adulta, entretanto, para outros, essas questões permanecem por muito tempo, muitas vezes necessitando de terapia para resolver.
As inseguranças com a imagem corporal fazem com que a vida sexual seja insatisfatória, deixando você desconfortável em um momento mais íntimo com outra pessoa. Se isso é algo muito presente em sua vida, vale a pena buscar uma terapia. Além disso, se a pessoa está na cama com você, o desejo existe. Dessa forma, procure relaxar e curtir o momento, cuide mais de você, pratique atividades físicas, mude o visual, tudo que te faça sentir melhor.

2. Não ter confiança para expor seus desejos

inseguranças

Fonte: elconfidencial.com

Se você é do tipo de pessoa que fica desconfortável em pedir que o outro faça o que você quer na cama, não tem como esperar que a transa seja satisfatória. Essa é mais uma das muitas inseguranças que atingem as pessoas, principalmente as mulheres, que muitas vezes têm receio de serem mal interpretadas ao demonstrarem sua sexualidade.

Por mais que seu parceiro sexual demonstre que estão sintonizados com o que você quer, a realidade é que nem sempre é dessa forma. O outro não tem bola de cristal, portanto, nem sempre saberá o que você quer e o fato de ter medo de expor, faz com que você não desfrute plenamente das suas relações. Não perca tempo, muitos adoram ouvir o que a parceira gosta na cama e consideram algo sexy.

3. Preocupar-se somente com a outra pessoa

inseguranças

Fonte: elconfidencial.com

Durante o sexo, todo mundo quer sentir prazer, contudo, muitas pessoas estão condicionadas a preocuparem-se somente com o prazer do outro. O foco as vezes é tão grande, que o próprio prazer é deixado de lado, dificultando ou provocando a ausência do orgasmo.

Se você é dessa forma, seja mais seguro (a) de si. Garanta que o sexo será para você, tão prazeroso quanto é para a outra pessoa. Não desperdice a oportunidade de igualar as sensações e chegar ao clímax.

4. Aceitando menos do que você merece

inseguranças

Não é incomum acreditar que merece pouco em suas relações íntimas. Você pode aceitar que seu parceiro satisfaça o próprio prazer e termine a transa antes que você atinja o clímax. Isso não é aceitável, o sexo é um privilégio para ambos. Sendo assim, não aceite menos, mostre que você também quer aproveitar e chegar ao orgasmo tanto quanto a outra pessoa.

Enfim, fazer sexo é um dos prazeres mais democráticos que existem. É manter uma conexão com outra pessoa, dividir o que você tem de melhor, proporcionar e receber prazer. Na hora H, esqueça a insegurança e aproveite esse momento.

Postagens Relacionadas

Comentário Fechado.