Adultos Vip » Mulheres » Guia completo da masturbação feminina

Guia completo da masturbação feminina

4 votes

Neste Guia completo da masturbação feminina, o intuito é que você quebre os paradigmas que criaram acerca dessa atividade e entender o quanto ela deve ser conhecida sem preconceitos.

Taxada como um tabu em pleno século XXI: é assim que a masturbação feminina ainda é vista. O ato íntimo de uma mulher em relação ao seu próprio corpo e prazer continua cercado de pudores e gera medo e culpa desnecessários em quem o pratica.

Masturbação feminina como fonte de prazer e conhecimento

Fonte: Anysex

Do ponto de vista fisiológico e da própria área da saúde, a masturbação é extremamente natural e serve como uma forma de auxiliar no desenvolvimento da sexualidade.

Ou seja, tanto para homens quanto para mulheres, a masturbação estimula o conhecimento sobre o próprio corpo, o que lhe dá mais prazer e o que pode ser limitante para si.

Especialmente tratando-se da masturbação feminina, é possível explorar o corpo e prestar atenção nas variadas sensações que os toques promovem – alguns poderão ser de seu agrado, outros não. Tudo depende de você mesma, por isso o autoestímulo sexual não é proibido e nem pecado.

Um detalhe importante neste Guia completo da masturbação feminina: você sabia que as mulheres possuem dois tipos de orgasmos?

Pois é, o sexo feminino tem a sorte de apresentar dois tipos de orgasmos – o vaginal e o clitoriano. Além disso, a mulher pode ter orgasmos múltiplos e, inclusive, ejaculação.

Muita coisa que você provavelmente não sabia, não é?

Isso porque infelizmente, a masturbação das mulheres ainda não é comentada com tanta clareza e coragem como a masturbação masculina, porém isso está mudando aos poucos.

Benefícios da masturbação feminina

Mesmo com todas essas possibilidades existentes na masturbação feminina, tudo isso pode não ser alcançado na hora do momento a dois, afinal depende-se muito do ritmo particular de cada mulher, do sentimento envolvido e do próprio comprometimento do parceiro (ou parceira).

Saiba que existem benefícios da masturbação feminina e eles devem ficar claros para toda a sociedade para que, em breve, esse tema seja discutido de uma forma mais madura e frequente.

  • Aliviar as dores menstruais,
  • Aumentar a libido,
  • Aumentar o bem-estar,
  • Garantir uma maior autoestima,
  • Melhorar a qualidade do sono,
  • Melhorar o desempenho sexual,
  • Melhorar o humor,
  • Prevenir infecções,
  • Reduzir as dores da endometriose,
  • Reduzir os níveis de estresse.

Lembre-se que a frequência da prática da masturbação feminina deverá seguir a sua vontade. Você não tem obrigação alguma de masturbar-se diariamente, mas sim realizar a atividade conforme você sentir vontade.

Um dos maiores cuidados acerca disso é que você não pode prejudicar a sua vida em geral e tornar a masturbação feminina um “vício”, uma dependência.

É claro que isso é mais provável de acontecer com pessoas que são viciadas em sexo, por isso consulte um profissional caso esteja preocupada.

Para praticar a masturbação feminina com segurança e evitar quaisquer problemas de saúde.

É fundamental utilizar materiais adequados para o seu corpo, assim como manter a higienização de objetos, mãos e genitais – os fluídos corporais são os responsáveis pela transmissão de várias doenças e infecções e, ao contrário do que muitos pensam, não é necessária penetração para que aconteça algum contágio.

Masturbação feminina na prática

Seja para sua primeira vez ou para aprimorar sua prática de masturbação feminina, o primeiro passo, é procurar um local em que você se sinta tranquila, como um quarto ou banheiro.

Um momento assim é íntimo e maravilhoso que irá se adequar de acordo com as preferências de cada uma e das suas próprias expectativas.

Essas orientações podem lhe ajudar a ter uma prática de masturbação feminina completa e de mais puro prazer:

  • Entre no clima e relaxe:

Entretanto, isso vai depender de você. Algumas mulheres, podem preferir um banho quente, outras tomar uma taça de vinho – o que for relaxante para você, faça.

De todo modo, garanta sua privacidade: tranque a porta, desligue o telefone e encontre uma posição confortável. A grande maioria das mulheres tem preferência, na primeira vez, deitadas de cosas, com as pernas dobradas e afastadas e os pés no chão.

Fique com a quantidade de roupa que mais achar confortável.

  • Explore o seu corpo:

Não seja afobada!

Vá explorando e passando a mão sobre o seu corpo inteiro, principalmente nas áreas erógenas (as mais sensíveis) – uma dica é arranhar levemente a pele com a unha para dar aquela arrepiada bacana.

Desça suas mãos e se toque, conheça seus lábios internos e externos, seu clitóris, sua vagina e períneo. Unhas compridas podem machucar e também não use muita pressão no início, não tenha pressa.

  • Toque-se e experimente:

Use um ou dois dedos e toque-se de forma ritmada em diferentes partes da vulva. Preste atenção especial ao seu clitóris e lábios. Conforme for se sentindo mais familiarizada, teste novos tipos de pressão, movimentos e velocidades.

Procure colocar um dedo em ambos os lados do clitóris e faça carícias de cima para baixo. Outra tentativa é colocar dois dedos no “capuz” do clitóris e esfrega-los em movimentos circulares.

Com sua mão, você tem uma gama de oportunidades de toques diferentes.

  • Reação do seu corpo:

Certifique-se de entender como o seu corpo reage aos toques e quais são aqueles que mais lhe convém, aumentando e diminuindo a excitação sexual.

A respiração também precisa ser controlada: ao invés de prender a respiração, procure inspirar e expirar profundamente. Sabe por quê? Isso pode liberar energia sexual!

  • Mexa-se:

Não fique tensa e totalmente estática durante a masturbação feminina. Explore o movimento balançando a pélvis, movendo as pernas ou o tronco de um lado para o outro.

Certos movimentos podem alterar a maneira como você dá prazer a si e ao seu corpo como um todo.

Dicas para a masturbação feminina

Fonte: quora

Para a masturbação feminina ser ainda mais prazerosa, algumas dicas podem ser aplicadas em seus momentos sozinha:

  • Não masturbe-se com culpa: não existe absolutamente nada de errado em buscar prazer para si mesma.

E esse pensamento errôneo é de origem cultural: em décadas passadas, ensinavam-se às mulheres que elas não podiam se tocar e isso, infelizmente, isso ainda influencia a cabeça de muitas.

  • Durante o ato, ative o seu imaginário: preencha sua mente com imagens sexuais para deixar o seu corpo ainda mais aflorado.

Para aquelas mulheres que ainda não seguem a prática e pretendem inicia-la, a dica pesquisar sobre sexo, apostar em vídeos e até músicas que proporcionem uma atmosfera mais sensual.

  • Não se masturbe com rapidez: para atingir o clímax, aproveite das preliminares e não se apresse.

Não acelere os movimentos da masturbação feminina logo no início. Estimule a mente com as fantasias e equilibre seu psicológico e físico com elas. Ignore qualquer pensamento negativo ou desagradável e foque-se apenas em lhe dar prazer.

  • Brinquedinhos sexuais acrescentam mais prazer: o mercado erótico conta com uma imensa variedade de produtos que podem facilitar a estimulação e a penetração.

É muito comum fazer uso de vibradores e lubrificantes, mas sempre pratique a masturbação feminina de maneira natural antes – se toque, de forma calma e desapressada, para se conhecer cada vez mais.

  • Inove nas posições: deitada de costas é uma posição tradicional e inicial para se divertir sozinha, mas que tal conhecer outras que podem ser ainda melhores?

Mude seu repertório, deitando-se de lado, sentando-se em uma cadeira ou na beirada da cama.

Vá se desafiando a experimentar outras posições conforme chegar ao orgasmo em cada uma delas. Isso quebra a rotina da masturbação feminina e lhe ensina a se excitar em diversas situações.

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário