Adultos Vip » Gay » As vitórias LGBT por igualdade nos últimos anos no Brasil

As vitórias LGBT por igualdade nos últimos anos no Brasil

1 vote

As vitórias LGBT por igualdade nos últimos anos, no Brasil, vêm acontecendo de uma maneira muito forte.

Isso porque, a luta que eles têm é não apenas sobre o que são, mas a maneira como são vistos pelos outros.

Ninguém atualmente quer passar por dificuldades quanto a sua aparência ou escolhas feiras, já que estamos em um país livre.

Antes, quando se falava em vitórias LGBT, os resultados eram apenas conflitos e problemas, já que a aceitação referente ao assunto era pequena.

Hoje, as coisas já evoluíram bastante, apesar de ainda não estarem como se espera.

Em números, em 2016, 343 de LGBT’s morreram, número este, alto para a atualidade, aonde estes já deveriam ser vistos como pessoas iguais a qualquer outra.

Atualmente, inclusive redes sociais, como o Facebook, já disponibilizam imagens para fotos de perfis, que apresentam customizações de arco-íris representando a causa, principalmente no mês de orgulho LGBT, que é junho.

Nesta época, a quantidade de protestos contra as desigualdades e o preconceito costuma ser bem maior.

Exemplos de protestos e vitórias LGBT

Uma das maiores vitórias LGBT foi em 2011, quando tanto o Supremo Tribunal Federal, como o Superior Tribunal da Justiça estabeleceram a possibilidade de união homoafetiva para duas pessoas do mesmo sexo.

Já em 2013, o Conselho Nacional de Justiça fez com que todos os cartórios permitissem que a união estável proporcionada a eles se transformasse em casamento.

Segundo o IBGE, inclusive, estas uniões foram as que mais cresceram, ficando mais de 12% na frente das de heterossexuais.

Inclusive mais um passo para as vitórias LGBT é que, desde este ano, houve a decisão de que o STF daria o mesmo valor jurídico de casamento para a união estável. Isso para heterossexuais e também homoafetivos.

Com relação à família, as vitórias LGBT também foram muitas. O projeto de lei 612/2011 foi um deles. Nele, há a intenção de mudar a forma como se está escrito o conceito de união estável, aonde consta ser entre homem e mulher. A ideia é inserir entre duas pessoas, para que a família possa ser vista por todas as pessoas.

O nome de travestis e também de transexuais também pode ser adotado nos

seus documentos oficiais, casos estes queiram.

De que forma isso funcionaria?

Conforme a opção feita por cada um, é assim que a pessoa passa a ser chamada e conhecida e não como estão registrados desde que nasceram. Desta forma, as vitórias LGBT fazem muito mais sentido.

Outra questão relevante é que expressões específicas, consideradas preconceito, devem ser abolidas.

Todos os países possuem as mesmas regras?

Não. Inclusive, os estados de cada país possuem determinações diferentes. Cada um se adapta quanto as suas possibilidades e também tem vitórias LGBT opostas.

O que o Brasil, por exemplo, diz sobre os atentados contra estas pessoas, com opções sexuais diferentes, é que eles são vistos como diferentes, como se fossem inferiores.

Para alguns heterossexuais, a agressão a estas pessoas é dita inclusive como normal, o que é um absurdo.

Por isso, inclusive, que muitos LGBT’s acabam não assumindo as suas preferências, por medo do que pode acontecer com eles com relação a isso.

A agressão física é apenas um dos pontos. Há muitas outras questões que podem vir a acontecer. A psicológica é outra comum e que pode afetar muito mais do que se imagina.

Assim, encontrar formas de mudar essa realidade e fazer com que as vitórias LGBT estejam cada vez mais presentes é algo que se espera de modo geral da população.

Há quem acredite que algumas vitórias LGBT pareçam ser pequenas, mas a junção de várias possibilidades proporciona um cenário completo, que acaba sendo muito mais relevante do que se imagina.

Alguns pontos específicos também estão relacionados ao mercado de trabalho, que já aceita de uma forma muito mais tranquila os LGBT como funcionários.

Inclusive os espaços também acabam os recebendo de outra forma hoje em dia.

Já existem inclusive alguns locais voltados para esse público, aonde todas as pessoas são bem-vindas.

E isso representa muito mais do que algumas vitórias LGBT, já que não é algo necessariamente esperado.

E os desafios? Acabaram?

Com certeza não. E não se sabe se algum dia isso acontecerá. Mas, as vitórias LGBT chegaram para provar que é tudo uma questão de correr atrás daquilo que se quer e se espera.

Quanto mais empenho e amor à causa se tiverem, mais chances de ela ser algo concreto e não momentâneo.

Na verdade, é uma questão de o quanto se está disposto a fazer a diferença em um país onde muitos só estão para aglomerar.

Caso o assunto seja desafios, é necessário saber lidar com eles e assim, permitir que eles não se transformem em problemas, mas em soluções, no sentido de se esforçar para lutar por eles.

A partir do momento que todas as pessoas, hétero ou homossexuais se unirem contra o preconceito, ele não terá mais lugar em meio ao Brasil. Portanto, cada um precisa fazer a sua parte.

Portanto, pode-se dizer que os desafios diminuíram, mas de forma alguma acabaram.

Assim, torce-se pera que as vitórias LGBT estejam cada vez mais presentes em nosso cenário e dessa forma, tragam bastante orgulho para nosso país. Inclusive com relação ao trabalho.

E as vitórias LGBT em meio às famílias?

Quando o assunto são as famílias e qual a opinião das pessoas com relação à opção sexual de seus filhos, primos, netos, o assunto nem sempre é tão simples assim.

Não é algo que necessariamente mudou. Sim, algumas pessoas já estão com suas mentes mais abertas e assim, mudaram a sua forma de pensar e ver as coisas, mas nem todos.

E essas diferenças quando o assunto são possibilidades prometem continuar por muito tempo ainda. Isso porque, apesar dos anos passarem, a cabeça das pessoas continua a mesma, assim como pensamentos equivocados a respeito de alguns assuntos.

O ideal é que as vitórias LGBT sejam sempre encaradas como algo que não são criadas expectativas sobre o assunto quando se quer contar para a família, por exemplo. Porque as respostas podem ser bem variadas.

Postagens Relacionadas
  • b.redatora 7 dias ago
  • Categorias: Gay

Comentário Fechado.